Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correio de Torroselo

Defensor dos interesses de Torroselo, de Seia e da Região da Beira Serra

Correio de Torroselo

Defensor dos interesses de Torroselo, de Seia e da Região da Beira Serra

Recordar o 5º Aniversário do Grémio Torroselense

Sem título.JPG

 A Gazeta de Coimbra, 12 de Setembro de 1929

 

Esta notícia que a Gazeta de Coimbra publicou no longínquo ano de 1929, vem relembrar o quanto o regionalismo torroselense estava vivo, activo e com dinamismo.

 

O Grémio Herminista, foi na época, uma instituição que pugnou pela educação, pela cultura, pela beneficência e pelo progresso e desenvolvimento da nossa terra, da região e  da Serra da Estrela. 

 

Gostava de ver  em Torroselo uma qualquer artéria com o nome do Grémio Torroselense. Era, na minha modesta opinião, uma maneira simples, mas digna e merecida, de homenagear os fundadores e todos os continuadores que, fizeram do Grémio, uma das mais prestigiadas associações regionalistas da região da Beira Serra.

 

Ps: creio que existe uma pequena rua na Cruz Alta com o nome de "Estrela de Alva". A confirmar-se que existe, não deve ser dedicada ao Grémio... fica a minha dúvida para mais tarde tentar esclarecer.

António Madeira

 

 

 

Falecimento

Falecimento Torroselo.jpg

 

Faleceu hoje a senhora Adelaide da Ressurreição, com 91 anos de idade, viúva de José Vaz. Vivia na Quinta da Taipa. O seu funeral realiza-se amanhã, quinta-feira, dia 29 pelas 15.00 horas para o cemitério  paroquial de Torroselo.

Aos seus filhos e demais familiares envio os meus sentidos pêsames

Recordar torroselenses que nos deixaram

Hoje, venho recordar um bom torroselense, que a morte levou ainda cedo. Foi no dia 25 de Abril de 1999, que o senhor António Caetano Campos, conhecido  por "António da Eira", faleceu nos Hospitais de Coimbra, após doloroso sofrimento.

 

Viveu muitos anos na Eira Nova, com a sua família. Filhos, teve 11. Nessa época a Rua da Vala tinha muitos moradores, ao contrário de hoje que, praticamente, não tem moradores permanentes.

 

O senhor António foi Feitor de algumas das melhores famílias da nossa terra e, agricultor por conta própria. Mesmo assim, com tanta labuta diária ainda se dedicava às instituições de Torroselo. A Casa do Povo, Junta de Freguesia e a Banda foram colectividades  que serviu, quer como dirigente, quer como executante na Banda.

 

Alguns dos seus filhos também foram executantes da filarmónica, estou a recordar-me do Zé, do Fernando e do Quim. 

 

Como  fui criado no "fundo do povo", esta, era uma das famílias que conheci bem e convivi de perto. Sinto saudades de todos!

antoniodaeira.JPG

 

A Comarca de Arganil, 4 de Maio de 1999 

 

Ovinos reprodutores Serra da Estrela exportados para Angola

Associação Nacional de Criadores de Ovinos Serra da Estrela (Ancose) anunciou hoje a exportação de ovinos reprodutores Serra da Estrela para Angola, mais precisamente para a província do Lubango. A TAP assegurou o transporte dos animais.

“Este é mais um marco histórico para esta Associação, bem como para a raça Serra da Estrela, indo de encontro a mais uma linha de trabalho que esperamos a curto prazo ser uma aposta ganha. Marco histórico também para a TAP que pela primeira vez assegurou o transporte de ovinos a partir de Portugal”, explica numa nota o presidente da direcção da ANCOSE, Manuel da Conceição Marques, aproveitando ao mesmo tempo para agradecer aos criadores portugueses. “Queremos também realçar o empenho e dedicação dos nossos criadores na preservação e melhoramento desta raça, permitindo assim dar passos firmes no sentido da sua internacionalização”, sublinha.

A ANCOSE é uma organização de ovinicultores que tem desde 6 Novembro de 1981, representado os interesses dos seus 4 mil associados em vários fóruns nacionais e internacionais. “Esta Associação tem defendido a preservação da raça autóctone Serra da Estrela, o seu melhoramento e selecção, bem como a sua expansão ao longo dos seus 33 anos de existência”,

 Fonte:http://correiodabeiraserra.comOvinos reprodutores Serra da Estrela exportados para Angola

Formação de nadadores salvadores em Seia

A data de início do curso de nadadores salvadores em Seia, prevista para o início deste mês, foi alterada para o dia 2 de fevereiro, pelo que as inscrições encontram-se novamente abertas, até ao dia 31 de janeiro.

Nova calendarização e preço são as alterações introduzidas pelo Instituto de Socorros e Náufragos, que fixou que a formação de nadadores salvadores em Seia ocorra de 2 de fevereiro até 5 de março.

Neste âmbito, as inscrições estão abertas até ao dia 31 de janeiro, no Gabinete de Apoio à Vereação da Câmara Municipal de Seia (emailgav@cm-seia.pt ou por telefone 238 310 235). No ato da inscrição, com um custo associado de 5,81€, os interessados deverão apresentar uma declaração de robustez física e psicológica.
Posteriormente, os inscritos irão prestar provas de admissão na Piscina Municipal de Seia, no dia 2 de fevereiro, sendo que apenas serão admitidos na formação os candidatos que tiverem aproveitamento nesta prova.

A frequência no curso custa 150€ e termina com a realização do exame final, agendado para os dias 4 e 5 de março.

O curso de nadadores salvadores é promovido pelo Instituto de Socorros e Náufragos, destina-se a maiores de 18 anos, é pós laboral e confere aos formandos habilitação para vigilância de zonas balneares.

Formação de nadadores salvadores em Seia

Fonte: CMS

Feira do Queijo em Seia

 

A Câmara Municipal de Seia realiza no fim de semana do Carnaval, nos dias 14 e 15 de fevereiro, mais uma edição da Feira do Queijo, uma festa dedicada à ampla promoção do Queijo e dos produtos endógenos do concelho de Seia.

O certame, à semelhança do que é habitual, vai ter lugar no Mercado Municipal e área envolvente. O mercado do queijo e dos produtos endógenos voltará a assumir o núcleo central da feira, tendo para o efeito a autarquia endereçado convite a todos os produtores de queijo (pastores, queijarias tradicionais, queijo DOP e fábricas) e de produtos regionais de reconhecido valor, como o pão, o vinho do Dão, os enchidos, a lã e o mel, este último através da Associação de Apicultores da Serra da Estrela.

A Ancose - Associação Nacional de Criadores de Ovinos da Serra da Estrela, a Licrase e a Confraria do Cão Serra da Estrela são outros dos parceiros do evento, naquela que será uma recriação de uma quinta do Pastor, onde não faltarão outros animais da quinta e os produtos da terra.

Paralelamente e, como não poderia deixar de ser, o artesanato também será um setor com forte presença no espaço da feira, cujas inscrições estão a ser articuladas com a Associação de Artesãos da Serra da Estrela.

A animação também será uma importante componente da Festa, que será promovida em estreita colaboração com as bandas filarmónicas, ranchos folclóricos e outros grupos de música tradicional.

Fonte: http://www.cm-seia.pt/

Gazeta de Coimbra, 20 de Março de 1915

Dr arnaldo -Gazeta de Coimbra, 20 de Março de 191

A Gazeta de Coimbra, de 20 de Março de 1915, noticiava, que "tomou posse do logar de administrador deste concelho, o sr. dr. Arnaldo Sacadura.

A posse foi-lhe dada pelo sr. dr. José Albano, que tem desempenhado aquele logar como presidente da Câmara.

(...) Esperando que s. exª. , o novo administrador, se dê bem no seu logar, daqui lhe enviamos os nossos cumprimentos".

O sr. dr. Arnaldo Sacadura não sendo torroselense de nascimento era por dedicação. Aqui mandou construir a Casa da Cerca, onde vivia com a sua família. Teve vários filhos, entre eles o sr. Coronel Sacadura que, muitos conterrâneos, ainda conheceram pessoalmente..

 

Em Seia, "o sr. dr. Simões Pereira adquiriu um automóvel Ford, que aluga por um preço excessivamente comodo". 

Neste longinquo ano de 1915, talvez se contassem pelos dedos de uma mão os automóveis  existentes em Seia.

Outros tempos... 

Cantar das Janeiras e dos Reis na Câmara Municipal de Oliveira do Hospital

Cantar das Janeiras e dos Reis

 

Os cantares tradicionais das Janeiras e dos Reis ecoaram nos Paços do Município de Oliveira do Hospital no início deste ano 2015. Mantendo a tradição, elementos do Rancho Folclórico e Cultural de Lagares da Beira estiveram, no dia 2 de janeiro, na Câmara Municipal onde interpretaram algumas músicas tradicionais dos Cantares das Janeiras.

Já durante esta terça-feira, 6 de janeiro, foram os mais pequenos que vieram até aos Paços do Município para assinalar o Dia de Reis. As crianças que frequentam o pré-escolar na Casa da Obra D. Josefina da Fonseca, na Fundação Aurélio Amaro Dinis, no Jardim de Infância do Largo da Feira e no Jardim de Infância Nº1 de Oliveira do Hospital, assim como algumas crianças do 1º CEB do Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital, fizeram-se ouvir nos corredores do edifício, cantando as músicas tradicionais deste dia festivo.

Todos os grupos visitantes foram recebidos pelo presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital e pelos vereadores do executivo que saudaram a iniciativa e reforçaram os desejos de um bom ano novo para todos os participantes.

Estas visitas representam também o culminar de duas iniciativas que têm vindo a ser promovidas, nos últimos anos, pela autarquia – o “Cantar das Janeiras na Nossa Terra” e o “Cantar dos Reis na Nossa Terra” – e que contam com a parceria de várias entidades aderentes de todo o concelho, como ranchos folclóricos, instituições e Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital.

Estas iniciativas pretendem, por um lado, dar visibilidade ao importante trabalho dos grupos etnográficos do nosso concelho que contribuem para preservar as tradições populares e culturais enraizadas no seio das suas comunidades, e por outro, incutir nos mais novos a importância para a preservação e continuidade destas tradições ancestrais.

Fonte:http://www.cm-oliveiradohospital.pt/

Brasão de Torroselo

Brasao de torrozelo.png

 

 

Escudo partido: na primeira parte, esferas armilares em azul, fundo de prata, na segunda, de azul – o pelourinho da fonte dos mouros de pedra. Coroa mural de três torres. Listel branco com os dizeres «Torroselo».

Publicado no Diário da República III Série nº 82, de  28 de Abril de 2005.