Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correio de Torroselo

Defensor dos interesses de Torroselo, de Seia e da Região da Beira Serra

Correio de Torroselo

Defensor dos interesses de Torroselo, de Seia e da Região da Beira Serra

Gouveia Comemora Centenário do Nascimento de Vergílio Ferreira

Ministro da Cultura no Centenário do Nascimento de Vergílio Ferreira 

 

O Município de Gouveia inicia a 28 de janeiro o ciclo de atividades comemorativas do centenário do nascimento de Vergílio Ferreira. Durante todo o ano a autarquia de Gouveia vai promover uma vasto conjunto de atividades com arranque oficial a 28 de janeiro, dia em que se assinalam os 100 anos de nascimento do autor de Aparição.

 

 

 

Para o arranque das comemorações o Município de Gouveia programou três dias de atividades (28, 29 e 30 de janeiro) que contarão com a presença do Ministro da Cultura, Dr. João Soares, no dia 29 de janeiro, e de um conjunto alargado de individualidades que conviveram ou privaram com Vergílio Ferreira.

Da programação definido pela Câmara Municipal de Gouveia fazem parte o lançamento da reedição da obras de Vergílio Ferreira pela Quetzal, uma visita de Francisco José Viegas à Escola Secundária de Gouveia, a reposição do busto de Vergílio Ferreira na Praça de S. Pedro e a inauguração da exposição "Vergílio Ferreira: Os Caminhos da Escrita ou O Fascínio da Arte" que estará patente no Museu Municipal de Arte Moderna Abel Manta de 29 de janeiro e 26 de março.

A programação continua a 30 de janeiro com o colóquio "Vergílio Ferreira: Evocação, Evocações", na Biblioteca Municipal Vergílio Ferreira e com o monólogo "Em Memória ou a Vida Inteira dentro de Mim" interpretado por Pompeu José e baseado no romance "Até ao Fim" de Vergílio Ferreira, que decorrerá no teatro cine de Gouveia.

As Comemorações do Centenário do Nascimento de Vergílio Ferreira, levadas a cabo pelo Município de Gouveia, prosseguirão ao longo de todo o ano de 2016 e encerrarão um ano depois, precisamente a 28 de janeiro de 2017.

in CMG

Faleceu o Dr. António Almeida Santos

Faleceu esta noite na sua casa em Oeiras, o Dr. António Almeida Santos, antigo ministro da Coordenação Interterritorial, da Justiça, presidente da Assembleia da Republica, presidente do PS, etc. Advogado de profissão, o Dr. Almeida Santos exerceu a advocacia em Moçambique, Lourenço Marques, actual Maputo. Defendeu na barra dos Tribunais moçambicanos  antifascistas e oposicionistas do Estado Novo, bem como militantes e simpatizantes da causa da independência.

 

A seguir ao 25 de Abril regressou a Portugal, onde integrou o novo governo saído da revolução vindo a ocupar a pasta da Coordenação Interterritorial, antigo ministério do Ultramar. Teve papel preponderante na descolonização e na legislação de muitas das Leis vigentes.

 

O Dr. Almeida Santos nasceu na freguesia da Cabeça, onde sua mãe foi professora primária, mas a Vide - terra de seus pais - era a sua terra!

O concelho de Seia perdeu um filho que, ao país, dedicou parte da sua vida.

foto retirada da net

Concurso Hino Municipal de Oliveira do Hospital

Município de Oliveira do Hospital lança concurso para o Hino do concelho
 

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital acaba de lançar um concurso para escolher o Hino do Concelho de Oliveira do Hospital que deverá promover e exortar feitos e glórias do passado e presente do Município de Oliveira do Hospital, proclamando as suas gentes e peculiaridades sociais e históricas. O prazo para entrega das candidaturas decorre até 26 de fevereiro.

 

Este concurso destina-se a escolher uma composição – com letra e música – que será oficializada como Hino Oficial do Município Oliveira do Hospital. Tem como objetivos: transmitir e exortar feitos e glórias do passado ou do presente do concelho e as suas peculiaridades sociais e históricas; estimular a participação cívica e autoestima dos oliveirenses; estimular o talento e a criação artística e com eles valorizar o concelho; contribuir para o desenvolvimento artístico e cultural da sociedade em geral e da comunidade oliveirense em particular; e estimular a criatividade artística no seio das bandas e das respetivas associações e coletividades culturais do concelho oliveirense.

 

Serão admitidos a concurso, pessoas singulares ou coletivas residentes ou naturais do concelho de Oliveira do Hospital, bem como entidades com atividade na área da música. Cada candidatura deverá apresentar letra e música, podendo estas ser de dois ou mais autores, sendo que é admitida a coautoria, devendo esta menção constar na candidatura.

 

De realçar que a composição (letra e música) deverá ser inédita, cabendo ao candidato participante convidar o(s) autor(es) ou aceitar propostas de participação destes em seu nome.

 

Os interessados podem entregar a sua candidatura até dia 26 de fevereiro, que deve ser assinada com pseudónimo e respeitar as normas de participação neste concurso, em mão ou por correio junto do Gabinete de Apoio à Vereação da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital.

 

As propostas serão avaliadas por um júri, para escolher a composição vencedora, que será constituído por três membros, personalidades na área da Música, Literatura ou História. Refira-se que o candidato vencedor será contemplado com um prémio monetário de 750 euros, a entregar por ocasião das comemorações do 25 de abril.

 

Para mais informações deverão ser consultadas as normas de participação neste concurso em www.cm-oliveiradohospital.pt

in CMOH

A Festa das Papas foi notícia na Emissora Nacional em 17 de Maio de 1963

Em  17 de Maio de 1963 a Emissora Nacional divulgava uma notícia que, à nossa terra, dizia respeito.

A informação foi "apresentada no "Diário Sentimental", constituída por pequenas notícias que valem, talvez, mais do que as grandes, e que pretendem chegar, não só os ouvidos, mas ao coração dos que nos escutam.  

 

Eis, a notícia, lida aos microfones da antiga Emissora Nacional:

 

"Todos os segundos Domingos  de Maio de cada ano e, desde longa data, realiza-se em Torroselo (Serra da Estrela) a Festa das Papas, enquadrada nas tradições beiroas como das mais típicas e de singular animação. Este ano teve brilho excepcional, organizando-se um luzido cortejo de cerca de 50 tabuleiros recheados de apetitosas papas de milho branco e amarelo, carolo grado, com leite de ovelha açucarado,legendas a capela e flores viçosas em volta, conduzidos à cabeça por serranas  de trajos garridos e rosto airoso. As papas foram benzidas pelo rev. pároco da freguesia e distribuídas pelos apreciadores. O cortejo foi acompanhado pela filarmónica local, entre o estralejar de foguetório".

Fonte: http://museu.rtp.pt/app/uploads/dbEmissoraNacional/Lote%2006/00007750.pdf

5948d7835c20160110154359.jpg

 

foto da net 

Feira do Queijo 2016, Seia, 6, 7, 8 e 9 Fevereiro

Estão abertas as inscrições para os expositores interessados em participar na Feira do Queijo de Seia, que este ano decorre ao longo de quatro dias, concretamente de 6 a 9 de fevereiro de 2016.

Organizado anualmente pela Câmara Municipal de Seia, o certame vai ter lugar no Mercado Municipal e área envolvente e procura promover amplamente o Queijo e os produtos endógenos do concelho de Seia.

As inscrições para a participação na feira estão abertas até ao dia 8 de janeiro.

in CMS

A Fonte dos Moiros em Torroselo

foto_0309.jpg

 

 

A Moura de Torrozelo

 

Na Fonte dos Moiros — sempre o ouvimos desde pequerruchos — vive uma moirinha jovem e formosa, com umas grandes arrecadas de ouro em forma de pirâmide a penderem-lhe das orelhas aveludadas, entre ondeantes e fartas madeixas, com uns olhos de um negro-azeviche a faiscarem-lhe do rosto bronzeado e uns lábios a palpitarem-lhe de sensualismo, que só a desoras, da meia-noite para a uma (não se sabe porquê), aparece ante uma riquíssima dobadoura, fazendo girar o fuso de marfim amarelado em voos delicados, quase subtis, a ver se alguém cai em lhe dar um fio do fato ou um cabelo desgarrado, para se safar cá para fora e deixar outrem na encravação.
 A mourinha está sempre moça fresca, e vem a ser por isso que a água da «Fonte dos Mouros» é a mais fria da terra…

 

Fonte: BiblioVASCONCELLOS, J. Leite de Contos Populares e Lendas II Coimbra, por ordem da universidade, 1966 , p.795-796

Ano1924

Place of collectionTorrozelo, SEIA, GUARDA