Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correio de Torroselo

Defensor dos interesses de Torroselo, de Seia e da Região da Beira Serra

Correio de Torroselo

Defensor dos interesses de Torroselo, de Seia e da Região da Beira Serra

Falecimento

Faleceu ontem, dia 28 de Abril, o Luís Melo Ferreira, mais conhecido por "Ramalho". Embora soube-se que há muito se encontrava doente é sempre com tristeza que recebemos a notícia de alguém com quem privamos em vida. Embora mais velho - 3 anos -, fomos companheiros de escola e, em Lisboa, convivemos na época em que os torroselenses faziam do Casal de Santa Luzia o seu ponto de encontro semanal. 

O seu funeral realiza-se hoje, dia 29, pelas 17.30 horas para o cemitério paroquial de Torroselo.

Neste momento de dor e luto quero deixar os meus sentidos pêsames à sua família, esposa, filho e nora, irmãos e restantes familiares.

Que descanse em Paz!

Fale.jpg

 

Oliveira do Hospital comemora 25 de abril de 1974

O Município de Oliveira do Hospital vai assinalar o 42.º aniversário do 25 de abril de 1974 com múltiplas iniciativas que convidam os oliveirenses a participar ativamente nas comemorações. Exposições temáticas, atividades desportivas, concertos, animação de rua, teatro e atividades culturais são algumas das iniciativas das comemorações que têm como ponto alto a sessão solene a realizar no feriado.

 

No dia 25 de abril, a sessão solene das comemorações terá início pelas 10h45 no salão nobre dos Paços do Município e além das intervenções das individualidades presentes contará com um momento musical a cargo de jovens artistas locais. A cerimónia é antecedida pela arruada na cidade com a Fanfarra dos Bombeiros Voluntários de Oliveira do Hospital e pelo hastear da Bandeira e interpretação do Hino Nacional pelo Coral de Sant'Ana.

 

Durante a tarde, a partir das 15H00 decorrerá, no Jardim Oliveira Mano, o II Encontro Concelhio de Filarmónicas, estando também a funcionar o serviço educativo das Bibliotecas Públicas Municipais com a atividade "Vem comemorar Abril". Ao final da tarde irá acontecer a final do 3.º Torneio Solidário de Futsal, estando a entrega de prémios agendada para as 20H30.

 

O programa das "Comemorações 25 de Abril" inicia com o Clube de Leitura em Voz Alta, dia 19 de abril, dedicado ao tema "Revolução".
Na próxima sexta-feira, 22 de abril, a manhã será preenchida com a dinamização de uma caminhada solidária "mOHve-te pelos outros" que terá o envolvimento de centenas de pessoas e culminará na realização de um gigante laço azul.

 

Ainda nesse dia haverá o espetáculo "Opera4Kids", na Casa da Cultura César Oliveira, a partir das 21H00. Trata-se de uma espetáculo formativo e informativo no âmbito da música erudita com a produção da ópera Bastien et Bastienne de Mozart, numa adaptação para crianças e jovens até aos 15 anos de idade.

 

Já no sábado, 23 de abril, a Biblioteca Municipal de Oliveira do Hospital acolhe o lançamento do livro "O Homem que inventa setembros" de João Miranda. Nesse mesmo dia, às 21h00 decorrerá a inauguração da II Exposição Coletiva de Artes Plásticas de Oliveira do Hospital, no Espaço Multiusos do Mercado Municipal.

 

Inseridas nas comemorações da Revolução dos Cravos, a Câmara Municipal de Oliveira do Hospital irá inaugurar, na tarde de domingo (24 de abril), a partir das 15h00, as peças de "Homenagem à Mulher Queijeira" e de "Homenagem à Indústria das Madeiras", em duas rotundas localizadas em Ervedal da Beira.

 

Destaque também para as várias exposições temáticas que estão patentes pelos diferentes espaços municipais – Casa da Cultura César Oliveira, Bibliotecas Públicas Municipais de Oliveira do Hospital e de Lagares da Beira, Museu Municipal Dr. Simões Saraiva, Espaço Multiusos do Mercado Municipal. As exposições podem ser visitadas até 6 de maio.

in CMOH

Governo cancela construção de barragens

 

 

Resultado de imagem para girabolhos

O Governo decidiu cancelar a construção das barragens do Alvito e de Girabolhos, suspender por três anos a barragem do Fridão e manter a construção da Barragem do Tâmega, após concluir a reavaliação do Programa Nacional de Barragens.

Ler mais em:http://www.cmjornal

Seia procura potenciar turismo com património industrial e Castro de São Romão

A Câmara Municipal de Seia iniciou o projecto de dinamização de uma Rede de Turismo Industrial no Concelho, designado por “Rotas da Electricidade”. Esta iniciativa permitirá, segundo os promotores, a criação de um itinerário turístico-cultural em torno de um conjunto diversificado de elementos do concelho ligados ao património industrial.

Numa primeira fase, subscreveram os Acordos de Colaboração que regulam esta parceria quatro empresas ligadas a sectores produtivos tradicionais da região da serra da Estrela e do concelho, concretamente os Curtumes Fabrício, a Lacticínios Correia & Barreiras, a Mesclalva e as Malhas Pinto Lucas.

A iniciativa decorreu ontem à tarde, no Museu Natural da Electricidade, por ocasião do quinto aniversário deste espaço museológico. O Presidente da Câmara Municipal de Seia, Filipe Camelo explicou que o projecto, por um lado, dá a conhecer a actividade das empresas e, por outro, “capacita mais a oferta turística do concelho”, em complemento ao turismo de natureza, prolongando a estadia do turista no território.

 

Aposta no Castro de São Romão

 

Para além dos acordos estabelecidos com aquelas empresas, a Câmara celebrou ainda outro acordo de colaboração com a União das Freguesias de Seia, São Romão e Lapa dos Dinheiros, a arqueóloga Rita Saraiva e Joaquim Camello, com o objectivo de valorizar o Castro de São Romão. Este projecto recebe o apoio particular do proprietário do terreno onde se encontra implantado o Castro, assim como de uma arqueóloga que, em regime de voluntariado, se disponibiliza para assumir a direcção técnica dos trabalhos a desenvolver.

O povoado do Castro de São Romão foi descoberto por Martins Sarmento aquando da Expedição Cientifica à Serra da Estrela, em 1881. Trata-se de um povoado característico do Bronze Final na zona centro do país, com um inegável valor histórico e arqueológico reconhecido pela comunidade científica.

Este conjunto, associado ao Santuário de Nossa Senhora do Desterro e ao Museu Natural da Electricidade, será um complemento à oferta cultural que abrange o património histórico, industrial e religioso na região.

As comemorações seguiram com a apresentação da intervenção técnica efectuada no Grupo Gerador de 1913, um equipamento interactivo que simula o seu funcionamento na época e enriquece a visita a esta central museu. Esta valorização do património industrial, à guarda do Museu Natural da Electricidade, teve o apoio financeiro da Fundação EDP. A autarquia procedeu à abertura da nova exposição temporária do Museu Natural da Electricidade dedicada ao tema “A RTP a preto e branco”. A exposição, patente no museu até 1 de Maio de 2017, é representativa dos primeiros passos dados para a transmissão televisiva em Portugal, a partir de 1956.

in http://correiodabeiraserra.com/seia-procura-potenciar-turismo-com-patrimonio-industrial-e-castro-de-sao-romao/

 

Foto da net

Tributo ao 25 de abril - Rui David & Os Tocautores

Município de Seia

24 abril – 21h30 I Cineteatro da Casa Municipal da Cultura de Seia

CANTAUTORES DA NOSSA TERRA - Rui David & Os Tocautores

 

A homenagem justa e merecida aos autores e intérpretes (cantautores) que fizeram a canção em Portugal. José Afonso, Luís Cília, Adriano Correia de Oliveira, Sérgio Godinho, José Mário Branco, Fausto, Trovante, Vitorino, Paulo de Carvalho, Fernando Tordo, Carlos Mendes, Jorge Palma, JP Simões e Pedro Abrunhosa. Um espectáculo rico em instrumentação (devido à qualidade dos músicos “intervenientes” e à capacidade de interpretarem diversos instrumentos), em diversidade e em recordações recentes.

Rui David – Voz e Guitarra; Hugo Gama – Flautas e Sax; João Martins – Guitarra Portuguesa, Braguesa e Cavaquinho; António Ferro – Baixo, Guitarra e Percussão; André Mariano – Percussão e Guitarra Portuguesa. Antes do concerto, da comunidade para a comunidade. Momentos de partilha criativa com atores locais. Encenação de Alexandre Sampaio.

in CMS

Poema da Paz

O dia mais belo? Hoje.

A coisa mais fácil? Equivocar-se.

O obstáculo maior? O medo.

O erro maior? Abandonar-se.

 

A raíz de todos os males? O egoísmo.

A distração mais bela? O trabalho.

A pior derrota? O desalento.

Os melhores professores? As crianças.

 

A primeira necessidade? Comunicar-se.

O que mais faz feliz? Ser útil aos demais.

O mistério maior? A morte.

O pior defeito? O mau humor.

 

A coisa mais perigosa? A mentira.

O sentimento pior? O rancor.

O presente mais belo? O perdão.

O mais imprescindível? O lar.

 

A estrada mais rápida? O caminho correto.

A sensação mais grata? A paz interior.

O resguardo mais eficaz? O sorriso.

O melhor remédio? O otimismo.

 

A maior satisfação? O dever cumprido.

A força mais potente do mundo? A fé.

As pessoas mais necessárias? Os pais.

A coisa mais bela de todas? O amor.

 

Poema atribuído à Beata Teresa de Calcutá

 

3 de Abril de 2016

No Ano Jubilar da Misericórdia

in A Voz da Comunidade, Paróquia da Cova da Piedade, Almada