Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Novembro 2016

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930


Pesquisar

 


Aldeias abandonadas! As casas morrem de pé.

Domingo, 06.11.16

Estas imagens bem podiam ser da nossa terra, mas não, são de outras aldeias que, tal como a nossa, caminham para o despovoamento em larga escala.

Seixo 044.jpg

Os donos há muito que partiram para a última viagem, os herdeiros emigraram, e a casa caminha para a derrocada.

Seixo 084.jpg

No nº 29 desta ruela, a caixa do correio teima em manter-se pronta para receber as cartas que o carteiro há muito deixou de trazer.

Seixo 085.jpg

Mesmo sem ninguém por ali, os arbustos continuam verdes e viçosos. A Natureza encarega-se de os regar, e deles cuidar.

Seixo 086.jpg

Nem galinhas nem reco resistiram nesta casa. A loja do reco, bem como o galinheiro, ainda se mantêm, mas não há, por aqui, sinais de vida humana ou animal.

Esta é a realidade do país rural, o nosso país!

Seixo 062.jpg

 Nem só de casas degradadas e abandonadas se fazem as aldeias. Continua a haver bonitas e agradáveis moradias, mas infelizmente, estão desabitadas na maior parte dos meses do ano. São de emigrantes, que mesmo longe do torrão natal, não esquecem o lugar que lhes serviu de berço. Regressam sempre no Verão, e dão mais vida às aldeias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por António Madeira às 12:41


Comentários recentes