Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Junho 2014

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930


Pesquisar

 


O regresso dos emigrantes

Quinta-feira, 26.06.14

A Vida Mundial na edição de 26 de Dezembro de 1969 publicou uma extensa reportagem sobre a emigração portuguesa. Uma realidade que se mantém, mas agora com homens e mulheres qualificados que partem, sem esperança de regressar. Nos anos 60 do século passado a emigração portuguesa seguia para a Europa e, era constituída maioritariamente por pessoas do campo com pouca escolaridade ou formação profissional. Hoje, partem para o Mundo, e são enfermeiros, professores, médicos, arquitectos e outras profissões altamente qualificadas.

“Nos finais dos anos 50 e 60, “pelo menos 600.000 pessoas abandonaram Portugal (...). A Europa continua a ser a grande vocação deste País, pelo menos a dos seus humildes habitantes, que partem à procura de pão menos árduo, ou só de pão (alguns) ou, apenas de um sonho. Sim, porque uma vida que permite o sonho já começa a valer a pena ser vivida...

(...) Regressam pelo Natal. Grande rebanho sem pastor que freta comboios e paga os bilhetes de primeira classe com o produto do aluguer dos braços.

(...) Entre os que escolhem a quadra do Natal e Ano novo para vir a Portugal, há dois distintos: os que, trabalhando na construção civil e na agricultura, podem permanecer mais tempo, geralmente entre três a quatro meses, e os que estão empregados em fábricas com direito a um mês de férias pagas”. (...)

Excelente reportagem da Vida Mundial que, contornando a Censura, escrevia, que “ partem à procura de pão menos árduo, ou só de pão (alguns) ou apenas de um sonho”.

50 anos depois, a emigração continua a ser um sonho para uns, um pesadelo para outros que, no seu País, não conseguem arranjar meios de subsistência para si e para a  família. Até quando?

Entretanto, nos últimos 40 anos, Portugal tem menos 800.000 crianças!

 

Bibliografia consultada

Vida Mundial, de 26-12-1969

Autoria e outros dados (tags, etc)

por António Madeira às 08:41


Comentários recentes