Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correio de Torroselo

Blog Regionalista da Beira Serra

Correio de Torroselo

Blog Regionalista da Beira Serra

15
Set19

Festa em Honra de Nossa Senhora da Piedade

DSC00312.JPG

DSC00314.JPG

DSC00321.JPG

DSC00322.JPG

DSC00324.JPG

DSC00341.JPG

DSC00342.JPG

DSC00343.JPG

Realizou-se hoje, 15 de Setembro, a festa de Nossa Senhora da Piedade, em Almada.

A procissão, o ponto alto das festas -  percorreu várias artérias da Cova da Piedade e foi abrilhantada pela Banda da Sociedade Filarmónica União Piedense. A organização foi da Paróquia da Cova da Piedade e contou com a colaboração da União de Freguesias de Almada, Piedade, Pragal e Cacilhas.

No final, o pároco José Pinheiro agradeceu a todas as entidades, comércio local e organismos da paróquia a colaboração prestada na realização do evento religioso.

Por motivo de obras no Jardim da Piedade os tradicionais bailes foram transferidos para o interior da SFUP. Pelo mesmo motivo os stands das associações culturais e de beneficência foram reduzidos.

14
Set19

Peditório a favor da Banda Torroselense

 

69748771_965252807172902_1875028849935253504_n.jpg

 

 Vem assim a Direcção da Nossa Banda apelar aos seus Sócios para a sua participação activa de forma generosa no peditório que será levado a efeito para a recolha de fundos, durante os próximos meses, que ajudem a levar este objectivo a bom porto, na certeza de que com esta renovação ao nível dos transportes iremos dotar a Nossa Banda de dois preciosos activos dos quais estamos a necessitar urgentemente.  

 

Músicos e Direcção Técnica contam com a Vossa ajuda.

Desde já o nosso agradecimento 

 
 
--
12
Set19

Exposição: 110 anos da Empresa Hidroeléctrica da Serra da Estrela

DSC00197.JPG

DSC00172.JPG

De Julho de 2019 a Julho de 2020, Museu Natural da Electricidade

A exposição “110 anos da EHESE” pretende recordar e homenagear os obreiros de um dos mais importantes complexos industriais do Concelho de Seia.

De certa forma, a história da “Empresa Hidro-Eléctrica da Serra da Estrela” (EHESE) apresenta-se como um empreendimento épico face ao tempo de construção, 1907 – 2003, e ao número de trabalhadores que, em determinados anos, ultrapassou as 1500 pessoas.

O Aproveitamento Hidroeléctrico da Serra da Estrela revela-se, então, como o resultado final de um objetivo que no início do século xx norteou quatro empresários com raízes beirãs.

O percurso principia em 1906 com os Armazéns das Beiras, empresa que enceta os trabalhos iniciais e que, em julho de 1909, dá lugar a uma nova sociedade, a “Empresa Hidro-Eléctrica da Serra da Estrela”.

Durante a sua atividade, 66 anos até à nacionalização do sector energético em Portugal, em 1975, conjugaram-se interesses diversos que permitiram o financiamento das infraestruturas que se podem observar pela montanha.

Enquanto António Marques da Silva, Guilherme Pessoa e Brás Frade podiam, desde 1908, utilizar as águas do Rio Alva para produzir energia eléctrica, António Rodrigues Nogueira, o quarto elemento fundador da EHESE, possuia a concessão para produzir em Portugal carboneto de cálcio. Dessa forma, em 1917, estes pioneiros criam as condições necessárias para avançar na construção da primeira indústria eletroquímica em Portugal, a Companhia Portuguesa de Fornos Eléctricos (CPFE), com unidade fabril em Canas de Senhorim.

Até meados da década de 1970, a EHESE garantia o abastecimento a 25 concelhos dos distritos de Viseu, da Guarda e de Castelo Branco.

A exposição “110 anos da EHESE”, mais do que apresentar factos e números, pretende avivar memórias, tanto de empresários arrojados e empreendedores, como de trabalhadores arrojados. Uma história que se faz de perseverança, de paciência, de inovação e de querer.

Texto: CMS

Fotos: António Madeira

07
Set19

Peditório a favor da Banda Torroselense

69748771_965252807172902_1875028849935253504_n.jpg

 

Caro Sócio

A Nossa Banda Torroselense Estrela D’Alva este ano de 2019, comemorou 111 anos de existência ao serviço da cultura musical deste Nosso Portugal.

Esta longevidade ininterrupta de mais de um século engrandecendo o nobre nome de Torroselo por este país a fora, só foi possível e só o será no futuro pelo facto de ter na sua base o povo de Torroselo, que ao longo dos tempos sempre acarinhou e suportou a Sua Banda de Música.

Ao longo deste sui generis percurso, a Nossa Banda serviu de uma verdadeira escola de música para centenas de Torroselenses que puderam usufruir dos ensinamentos desta nobre arte cultural, mas também de uma escola de vida que permite a integração social, o desenvolvimento sustentado das pessoas enquanto seres humanos e um espaço de salutar convívio entre diversas gerações.

A actual Direcção da Nossa Banda tem vindo ao longo destes últimos anos a proceder a um conjunto de melhorias bem evidentes para todos, das quais se destacam os melhoramentos feitos na Sede da Nossa Filarmónica e a aquisição de um novo fardamento para os Nossos Músicos.

Dentro do Planeamento definido para este mandato que se iniciou este ano, foi definido como objectivo prioritário a substituição de duas das carrinhas de transporte de músicos e instrumental. Estas duas carrinhas, já como muitos anos de uso, precisam urgentemente de ser renovadas, para desde já melhorar o nível de segurança para todos os que usufruem das mesmas, seja no transporte das Nossas Crianças para a Escola de Música, como para os restantes elementos da Banda no dia-a-dia de uma instituição de grande vitalidade.

Vem assim a Direcção da Nossa Banda apelar aos seus Sócios para a sua participação activa de forma generosa no peditório que será levado a efeito para a recolha de fundos, durante os próximos meses, que ajudem a levar este objectivo a bom porto, na certeza de que com esta renovação ao nível dos transportes iremos dotar a Nossa Banda de dois preciosos activos dos quais estamos a necessitar urgentemente.

Desde já o nosso agradecimento 

O Presidente da  Direcção 

José João Santos

NIF Banda.jpg

NR: gostosamente divulgo o comunicado da Direcção da Banda Torroselense Estrela D'Alva a solicitar apoio financeiro dos torroselenses em geral e dos associados em particular. Que o apelo seja respondido por todos os torroselenses. Fica o NIB para onde podem fazer os donativos.

A Banda merece o esforço de todos! Se cada um de nós contribuir com a sua generosidade, a Direcção pode alcançar os  objectivos a que se propôs.  

António Madeira

 

03
Set19

UNESCO atribuiu à Serra da Estrela estatuto de Geopark Mundial

senhora do desterro 025.jpg

Senhora do Desterro, São Romão,  Serra da Estrela

DSC00172.JPG

DSC00180.JPG

 

A candidatura da Serra da Estrela a Geopark Mundial foi aprovada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) na 4.ª Sessão do Conselho de Geoparks Mundiais, realizada na Indonésia, foi hoje anunciado.

"A região da Serra da Estrela viu ontem [segunda-feira] aprovada pelo Conselho de Geoparks Mundiais da UNESCO a sua candidatura a Geopark Mundial e fica agora apenas a aguardar o parecer do Conselho Executivo da agência das Nações Unidas", refere a Associação Geopark Estrela em comunicado hoje enviado à agência Lusa.

Segundo Joaquim Brigas, presidente da Associação Geopark Estrela e do Instituto Politécnico da Guarda (IPG), a aprovação da candidatura por parte da UNESCO "é o reconhecimento do potencial geológico do território e do seu património natural e cultural e, nessa medida, um primeiro passo para o desenvolvimento sustentável de toda a região da Estrela".

Texto: https://www.cmjornal.pt

Fotos: António Madeira

02
Set19

Beneméritos de Torroselo

DSC00198.JPG

DSC00200.JPG

DSC00201.JPG

A capela de São João Baptista situada na parte norte de Torroselo é de construção anterior a 1721.

Teve obras de beneficiação no ano de 1892. Foi a benemérita brasileira, Dª Zulmira Manuela da Silva Campos, quem custeou as obras conforme podemos ver na placa afixada no interior da capela. 

Esta senhora, que faleceu ainda jovem, foi casada com o senhor António Mendes Campos, natural de Torroselo e importante comerciante no Rio de Janeiro.

27
Ago19

Festa de São João, Torroselo, Agosto de 2019

DSC00203.JPG

DSC00204.JPG

DSC00208.JPG

DSC00210.JPG

DSC00212.JPG

DSC00216.JPG

DSC00218.JPG

DSC00219.JPG

DSC00222.JPG

DSC00221.JPG

Tal como foi anunciado realizou-se no último fim de semana a festa de São João. Apesar do tempo instável, as cerimónias religiosas realizaram-se sem a chuva que ameaçava e com a presença de muitos torroselenses. 

A missa em honra de São João realizou-se no largo da Capela, e a procissão percorreu a Av. Jorge Correia, Rua Estrela de Alva, Rua dr. Mota Veiga, Rua Jorge Mendes, Rua Eng. João Mendes Leal, Av. 24 de Setembro, Rua José Leonardo Pereira e Largo da Capela.

Parabéns aos mordomos e voluntários que organizaram esta festa. Foram poucos, mas com o dinamismo suficiente para enfrentarem as adversidades e incompreensões de alguns.

 Não quero deixar de manifestar o meu reconhecimento e gratidão pelos bons momentos que a Banda Torroselense a todos proporcionou. 

Torroselo -  a nossa terra, é linda, bela e hospitaleira, mas sem esta instituição não era a mesma coisa. 

Oxalá, continue por muitos e bons anos a espalhar a cultura e a divulgar o nome da nossa terra.

 

19
Ago19

Dia Mundial da Fotografia

DSC00083.JPG

fonte dos mouros.png

DSC00097 (2).JPG

DSC00034.JPG

a8.jpg

 

 

O Dia Mundial da Fotografia comemora-se anualmente a 19 de agosto.

A fotografia serve para eternizar momentos, para guardar recordações, para contar histórias em imagens, sem palavras, para mostrar um modo pessoal de ver o mundo ou simplesmente para dar prazer ao fotógrafo.

Origem do dia mundial da fotografia

A celebração da data tem origem na invenção do daguerreótipo, um processo fotográfico desenvolvido por Louis Daguerre (1787-1851), em 1837.

Mais tarde, em janeiro de 1839, a Academia Francesa de Ciências anunciou a invenção do daguerreótipo, e a 19 de agosto do mesmo ano o governo francês considerou a invenção de Daguerre como um presente "grátis para o mundo".

Outro processo fotográfico - o calótipo, inventado também em 1839 por William Fox Talbot (1800-1877), fez com que o ano de 1839 fosse considerado o ano da invenção da fotografia.

Texto: https://www.calendarr.com/portugal/dia-mundial-da-fotografia

Fotos: António Madeira

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D