Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correio de Torroselo

Defensor dos interesses de Torroselo, de Seia e da Região da Beira Serra

Correio de Torroselo

Defensor dos interesses de Torroselo, de Seia e da Região da Beira Serra

23/06/18

Visita do Presidente da Câmara à Sede da Banda

banda.jpg

 

Hoje recebemos a visita do Exmo Senhor Presidente do Município Dr. Filipe Camelo, que veio confirmar no local o trabalho desenvolvido pela atual Direção da Banda Torroselense Estrela D' Alva , Maestro e Músicos.
Uma visita que incidiu nas obras realizadas e nas ações projetadas e desenvolvidas no último ano.
Foi gratificante ouvir as palavras que nos foram dirigidas pelo Exmo Senhor Presidente ao trabalho por nós desenvolvido.
Obrigado ao Município de Seia, aos Sócios e Simpatizantes, à Direção Técnica e aos nossos Músicos, só assim é possível alcançar os objetivos traçados, tornado o nosso trabalho gratificante.

Texto e foto retirados do facebook da banda

21/06/18

Presidente da Câmara Municipal de Seia visita a Sede da Banda

 

 

imageedit_2_5584374330.jpg

bandeira.jpg

 

No próximo sábado (23 de Junho) durante a tarde o Exmo Presidente do Município de Seia irá deslocar-se á sede da nossa coletividade para se inteirar das obras de melhoramentos realizadas pela actual direção.
O trabalho realizado só foi possível com da ajuda do Município, dos Sócios e Simpatizantes da nossa Banda, por isso serão todos bem-vindos.
Apareçam.

Texto: https://pt-pt.facebook.com/Banda-de-Torroselo-Banda-Torroselense-Estrela-dAlva

Fotos: António Madeira

18/06/18

Falecimento

fernandes.jpg

Faleceu ontem, aos 93 anos de idade, Fernando  Fernandes Figueiredo, viúvo.

O funeral, a cargo da Funerária Brito, de Oliveira do Hospital realiza-se hoje, dia 18,  pelas 17 horas para o cemittério de Torroselo.

Aos familiares, "correiodetorroselo" endereça os seus sentimentos.

08/06/18

Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Oliveira do Hospital

Bombeiros.JPG

 Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Oliveira do Hospital

 

A colectividade existe desde 21-3-1922. Os seus fundadores foram Aguiar Teixeira da Costa, Mário  Mendes e João Soares.

São bem do domínio publico os inúmeros e relevantes serviços prestados pelos Bombeiros de Oliveira no combate a sinistros  tanto no próprio concelho  como até nos limítrofes.

(...) À Associação dos Bombeiros Voluntários foram já atribuídas as seguintes condecorações: Medalha de Ouro, 2ª classe, da Liga dos Bombeiros Portugueses; Ordem da Benemerência.

(...) A Direcção dos Bombeiros é eleita pela Assembleia Geral dos Sócios. Para nomeação do Comandante dos Bombeiros, o Corpo Activo propõe o candidato, que depois de confirmado pela Direcção é finalmente nomeado pelo Inspector Regional de Bombeiros da Zona Centro (Coimbra). (...) 

Foto: António Madeira

Texto retirado do livro " Testemunhos para a História de Oliveira do Hospital" de A. Rocha Fontes

07/06/18

Alvoco da Serra celebra o Solstício de verão

aseia.jpg

A aldeia de Alvoco da serra celebra, nos dias 16 e 17 de junho, a chegada do verão com um conjunto de atividades inspiradas no misticismo e nas tradições rurais de uma aldeia de montanha da serra da Estrela, cuja identidade e cultura está muito correlacionada com a água.

 

A animação durantes os dois dias de festa reúne as coletividades e habitantes locais da aldeia mostrando o que de melhor ali se faz e produz. Da gastronomia ao artesanato, mas também com recriações de músicas e danças pagãs (rufos e roncos, Yolanda Dance, Albaluna, Gondutigui), a Festa do Solstício invade a zona antiga da aldeia.

O ponto alto da festa é a tradicional Caminhada do Lampião, uma caminhada à luz da lua e de um Lampião, o nome que ali também se dá à lanterna, pelos “giros da água”.

Esta é uma caminhada que contas histórias e reaviva a memória de todos aqueles que, com a chegada do Verão, assistiam ao ritual da rega dos campos durante a noite e à luz de um lampião. A abundância de água e de campos cultivados ao longo da Ribeira de Alvoco obrigava a um procedimento comunitário e exímio que fixava os momentos de rega nos campos, na aldeia designadas de “giros da água”.

E é esta história, que reúne a magia de momentos vividos nas noites de verão em que se avistavam dezenas, ou até mesmo centenas, de lampiões acesos e dispersos pelos campos ao longo da ribeira, que inspirou os habitantes da Aldeia de Alvoco da Serra na criação deste momento tão autêntico e genuíno que é a Caminhada do Lampião. Este era o ritual que marcava a chegada do verão, que pela espetacularidade da luz transportava o momento para o imaginário coletivo. O mesmo, que conduziu à celebração desta festa tão autêntica e genuína.

in CMS

05/06/18

Igreja Paroquial de Vila Cova à Coelheira

igreja.jpg

O seu Padroeiro é São Mamede e situa-se no topo noroeste da Povoação e foi construída, no século passado. Por cima da porta principal está a data de 1909, mas parece que só foi concluída una anos mais tarde.

Não era neste local que se erguia a antiga  Igreja Matriz. segundo nos relata Pinho Leal através do seu Dicionário elaborado em 1881-83, " a Igreja Matriz é um Templo Venerando pela sua muita antiguidade. Tem porta principal em ogiva, altar-mor e dois laterais...". Diz a seguir que a Igreja está fora da Povoação, a 60 metros a Sul, e junto dela o cemitério. Supomos que a Igreja deve ter entrado em ruinas (...).

Voltando à descriçaõ de Pinho Leal, mais à frente acrescenta que há uma Capela de S. Pedro situada a norte.

(...) A Torre situa-se no flanco esquerdo e o seu acesso é interior e feito por uma escada em caracol. 

(...) Em cima de cada dos quatro qunhais da Torre há um fogaréu. Também há mais dois fogaréus por cima dos cunhais da Fachada Principal da Igreja.

Foto: António Madeira

Texto retirado do livro "Testemunhos para a História de Vila Cova à Coelheira", de A. Rocha Fontes.

01/06/18

Sardinhada em Vila Cova do Alva

flor.jpg

 


No próximo sábado, dia 02-06-2018, a Flor do Alva estará a realizar uma Sardinhada que irá decorrer na Casa do Povo - Vila Cova de Alva.

Apareça, contamos com a sua presença!

A Direção

Fonte: https://www.facebook.com/aflordoalva

28/05/18

Caminhada Ao Sabor do Alva

banda3.jpg

banda 2.jpg

banda.jpg

banda1.jpg

 Teve lugar ontem, 27 de Maio, a caminhada "Ao Sabor do Alva"  organizada pela Banda Torroselense Estrela de Alva.

Eventos destes aproximam as pessoas, criam amizades, fomentam a saúde e o bem estar, e divulgam esta colectividade centenária.

Parabéns por mais esta iniciativa! 

Fotos: Facebook da Banda

Texto: António Madeira

20/05/18

Solar da família Albuquerque Brandão / Solar de Torrozelo

Páscoa 2015 080.jpg

 Nota Histórico-Artistica

Implantado no limite do aglomerado urbano de Torrozelo, este solar, pertencente à família Albuquerque Brandão, apresenta uma composição eclética, decorrente de obras de ampliação executadas cerca de 1930, misturando as linhas tardo-barrocas da estrutura original com uma construção em estilo Português Suave, que se distingue sobretudo nas varandas da casa.
De dois pisos, o palacete desenvolve-se em planta em L, com a justaposição de dois corpos distintos. A fachada principal é precedida por escadaria e patamar com guarda de ferro. Ao centro, abre-se o portal com moldura contracurvada, encimado por frontão com pináculos, e ladeado por duas portas, com moldura semelhante, de menores dimensões. A fachada posterior deste corpo possui uma varanda alpendrada.
No corpo lateral, o frontispício é ritmado pela abertura de janelas no registo superior, sendo as três fenestrações do centro unificadas por moldura única, com avental, decorada com concheados e flor-de-lis.
O alçado posterior divide-se também em dois registos, com abertura de portas e janelas, em ambos os pisos. Ao centro, no andar nobre, destaca-se o portal de entrada, com alpendre assente sobre colunelos e escadaria lateral de acesso.
No extremo do corpo lateral foi edificada a capela da casa, com dois panos. Ao centro, foi rasgado o portal, de moldura rectangular com motivos vegetalistas gravados, e dois janelos laterais. Sobre este foi aberto o nicho com uma imagem da Virgem, encimada por uma coroa ladeada por duas esferas armilares. O frontispício é rematado por frontão contracurvado. Do lado esquerdo, o segundo pano da fachada possui abertura em arco pleno, sendo rematado por sineira.
Texto: http://www.patrimoniocultural

Foto: António Madeira

16/05/18

ORIGENS – Festival Cultural de Travanca de Lagos promete uma programação alternativa

aaaa.jpg

“Somos o Futuro do Passado”.

É este o mote para mais uma edição do Origens – Festival Cultural de Travanca de Lagos que acontece já no próximo fim-de-semana, dias 18, 19 e 20 de maio.

Este evento que se tem destacado pela programação alternativa, onde a junção de várias artes se mistura com o tradicional e o moderno, tem fidelidade de um público específico e vem cativando novos visitantes todos anos. Nesta edição o Origens faz a abertura com um concerto performance intitulado “Rock para a Tradição Oral”, uma mistura de música rock, por músicos do concelho, com declamação de poesia, por jovens poetas de Travanca de Lagos. O espetáculo terá lugar no Adro da Igreja desta aldeia do concelho de Oliveira do Hospital.

No sábado, dia 19, haverá Teatro com o grupo “Os Gorgulhos/Teatro na Serra” e o concerto de “Ús Sai de Gatas”. O Domingo, dia 20, proporciona a experiência com Jogos Tradicionais pelos “Tokajogar”, um workshop de Danças Tradicionais do Mundo pelos alunos da Eptoliva, animação musical com Concertinas e com os Açor Tambor. Haverá ainda conversas à volta de rendas malhas e tricot. 

Durante todo o festival haverá feira de artesanato e gastronomia, mostra animal e de alfaias agrícolas. Acima de tudo é uma oportunidade para degustar alguns pratos típicos da região, regados com um bom vinho.

A organização, Jovens da Liga de Travanca de Lagos adiantam que “apesar das dificuldades de financiamento e da consequente redução do orçamento, vamos trabalhar com o pouco que temos. Estamos habituados a fazer muito com pouco e não baixaremos os braços. Fazemos por marcar a diferença e não apenas fazer mais um evento. Outra dificuldade é a ressaca que as nossas gentes ainda sentem da tragédia do passado dia 15 de outubro. Este festival serve para nos animar mas também para nos relembrar de onde vimos. A essência está na origem.”

Fonte:http://www.folhadocentro.pt/origens-festival-cultural-de-travanca-de-lagos-promete-uma-programacao-alternativa/

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.