Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correio de Torroselo

Defensor dos interesses de Torroselo, de Seia e da Região da Beira Serra

Correio de Torroselo

Defensor dos interesses de Torroselo, de Seia e da Região da Beira Serra

27/02/19

VIDE que te quero VERDE !

 


 

O Movimento de Cidadãos por Uma Estrela Viva vai realizar, no próximo Sábado, 2 de Março, mais uma acção de reflorestação. Desta vez será na Vide (Seia), em parceria com a União de Freguesias local.

A concentração está marcada para as 14H30, no Largo da Feira(Vide).
 

Inscreve-te aqui, traz um amigo e ajuda-nos a divulgar!

Uma Estrela Viva precisa de todos!

Em que consistirá a acção?
A concentração terá lugar às 14H30, no Largo da Feira (Vide). Após a recepção aos participantes serão formadas equipas de trabalho que rumarão aos terrenos a reflorestar. Ao longo da tarde, com a ajuda de todos, esperamos plantar entre 400 a 500medronheiros e quase uma centena de sobreiros numa das encostas sobranceiras à aldeia. Serão ainda entregues cerca de uma centena de freixos e 150 carvalhos alvarinho a uma comunidade local e ao CISE, respectivamente, para plantação em data posterior. No final, haverá lanche comunitário na sede da União de Freguesias de Vide e Cabeça.

Como participar?
Para participar basta preencher, até 28 de Fevereiro, o formulário de inscrição(gratuita) e comparecer, no dia 2 de Março pelas 14H30, no Largo da Feira (Vide). É recomendável trazer roupa e calçado adequado (ex: botas) bem como luvas de jardinagem. A acção é aberta à participação de menores desde que acompanhados por adultos. Todavia, dada a inclinação do terreno, não é recomendável a participação de crianças pequenas ou de pessoas com dificuldades de locomoção.

Porquê na Vide?
A Freguesia da Vide, situada no vale da Ribeira de Alvoco (limite sul do concelho de Seia), na transição da Serra da Estrela para a Serra do Açor, é a freguesia mais afastada da sede de Concelho e por isso sujeita a forte isolamento. Ocupa uma vasta área (é a maior freguesia do Concelho de Seia) e, apesar da sua importância histórica (chegou a ser sede de concelho), tem vindo a perder população a ritmo aceleradoao longo das últimas décadas. Dos mais de 3 000 habitantes na década de 50, não restam hoje mais de 200. A este declínio não é alheia a substituição de uma economia rural baseada na produção agro-pecuária tradicional (oliveira, milho, centeio, batata) e na exploração da floresta nativa (castanheiro, sobreiro e azinheira – árvores originais, entretanto praticamente desaparecidas – mas também medronho e cogumelos) por uma economia baseada na monocultura de pinheiro bravo (para madeira e resina): o pinheiro bravo, que rapidamente se tornou a espécie dominante, tem entretanto vindo a ser severamente afectado por pragas (como o nemátodo) e, principalmente, pelo flagelo dos incêndios florestais (incluindo o de 2017) que assolam recorrentemente a região, deixando as encostas despidas, vulneráveis à erosão e ao repovoamento selvagem e desordenado por espécies invasoras e de fraco valor económico.

Porquê medronheiros?
O Medronheiro é uma espécie autóctone da região e uma das espécies que constituem a floresta primitiva da Península Ibérica. Adapta-se bem a diferentes solos e climas (com preferência por solos siliciosos de montanha), resiste bem à seca, a altitudes elevadas e.. ao fogo (tem, aliás, grande capacidade de regeneração após incêndios). O seu potencial económico é igualmente muito interessante, podendo o fruto ser consumido fresco ou usado, por exemplo, na produção da conhecida aguardente de medronho. Localmente, na região da Vide, o medronheiro era, até meados do século XX, bastante abundante, desempenhando a recolha do seu fruto um papel importante para a economia local e para a subsistência das populações. A produção anual de aguardente de medronho na região da Vide chegou a rondar os 60 000 litros e, ainda hoje, a apanha de medronho constitui uma actividade de relevo nalgumas aldeias da região.
    
A acção de reflorestação do próximo Sábado não resolverá estes problemas. Mas representará um contributo. E, acima de tudo, um rumo: 🌳 “VIDE que te quero VERDE” 🌳

Quem nos ajudou?
A acção de reflorestação “VIDE que te quero VERDE” é organizada pelo Movimento de Cidadãos por Uma Estrela Viva em parceria com a União de Freguesias de Vide e Cabeça e o Conselho Directivo dos Baldios da Freguesia de Vide. Conta ainda com um amplo leque de apoios, sem os quais esta não seria possível: a Associação Flor de Murta, de Palmela, e o Instituto Superior de Agronomia, de Lisboa, que em boa hora nos contactaram para a cedência de árvores autóctones; os “nossos”Padrinhos, angariados no Festival do Bosque e no Mercadinho de Natal; e, em particular, o casal “ibérico” Carolina Balão da Silva e Alejandro Chamizo de Castrol(e o António Villafaina Barroso, que intermediou o contacto), que há um ano decidiram trocar a oferta de brindes simbólicos aos convidados do seu casamento por árvores para esta Montanha que é de todos. A todos, o nosso MUITO OBRIGADO!
    
Junta-te a nós, vamos celebrar e ajudar a cobrir de verde a nossa montanha!

Por uma Estrela Viva!

 

26/02/19

Município de Gouveia organiza mais uma edição da ExpoSerra

 

 

exposerra_teaserprg.jpg

 

 

De 01 a 05 de março, a cidade de Gouveia acolhe mais uma edição da ExpoSerra – Feira das Atividades Económicas da Serra da Estrela.

 

Em 2019, a ExpoSerra cumpre mais uma edição em que irá promover as atividades económicas e valorizar o tecido empresarial, os produtos endógenos, o artesanato, o turismo de natureza, as tradições e cultura do concelho de Gouveia e da Serra da Estrela.

O maior certame de negócios e produtos regionais da Serra da Estrela tem como principais objetivos a comercialização e promoção de produtos endógenos e do artesanato, enquanto marcas identitárias regionais e a promoção do território do concelho de Gouveia e da região da Serra da Estrela.

A ExpoSerra irá decorrer de 01 a 05 de março e contará, à semelhança das outras edições, com grandes nomes da música portuguesa, que farão a animação do evento.
Na sexta-feira, dia 01 de março, o certame contará com o momento musical dos HI-FI, no dia 02 de março os Vira Milho irão animar a noite de sábado, no domingo dia 03 de março, irá realizar-se a tradicional Feira do Queijo, a Safira será a rainha do Carnaval e nesse mesmo dia o palco da ExpoSerra recebe o grande nome da música portuguesa José Malhoa. Na segunda-feira, 04 de março, terá lugar o baile de Carnaval com a Banda Lux. No último dia do certame, 05 de março, a tarde será dedicada aos mais pequenos com o musical “Alice no País das Maravilhas”, seguido do tradicional Enterro e Queima do Entrudo que encerram a programação.
Em conjunto com o certame económico irão decorrer também as atividades do Carnaval da Serra: o desfile pedagógico, a realizar no dia 28 de fevereiro; a tradicional Feira do Queijo e o desfile de Carnaval, no dia 3 de março (“domingo gordo”); o baile de carnaval no dia 4 de março; e, a encerrar a programação da Feira e do Carnaval da Serra, a tradicional Queima do Entrudo, a realizar no dia 5 de março.

Nesta edição, devido ao facto de o Mercado Municipal de Gouveia ter sido transferido para o Pavilhão da Ex. Bellino & Bellno, o espaço da realização do certame será substancialmente menor, o que se deverá refletir no número de expositores que o evento poderá receber. No entanto, isso não deverá prejudicar a qualidade da feira, cujo conceito deverá ir mais de encontro aquele que foi originalmente definido: o da promoção de produtos endógenos, artesanato e turismo de natureza. Assim sendo, esta edição da ExpoSerra irá disponibilizar cerca de 70 stands promocionais para empresas e outras entidades destes ramos de atividade.

Fonte: CMG

15/02/19

Falecimento

atalaça.jpg

Faleceu na Suíça, aos 92 anos de idade, o senhor Alberto Mendes Figueiredo. Encontrava-se temporariamente na Suíça em casa da filha que, o levou, após o falecimento da sua esposa, Ana Lorenço Figueiredo. Torroselo vê partir mais um bom filho desta terra. Trabalhador, honesto, bom marido e bom pai, o senhor Alberto "talaça" deixa saudades em todos os que com ele conviveram e privaram.

O funeral, a cargo da Agência Funerária Brito, de Oliveira do Hospital,  realiza-se Domingo, pelas 9 horas para o cemitério paroquial de Torroselo

Aos seus filhos, netos e restante família endereço os meus sentimentos.

 

05/02/19

Falecimento

asao.jpg

Faleceu hoje, terça-feira, aos 71 anos de idade após longo sofrimento,  Maria da Conceição de Sousa Frias. A Sãozita Frias como carinhosamente era tratada por todos os torroselenses, era filha de José Frias e de Ana de Sousa, ambos falecidos, e irmã do José de Sousa Frias. 

O funeral a cargo da Agência Funerária Brito, de Oliveira do Hospital, tem lugar amanhã, quarta-feira, pelas 15 horas para o cemitério de Torroselo.

O corpo repousa na Capela de S. Bento.

Aos seus familiares, especialmente a seu irmão, Zé Frias endereço os meus sentimentos pedindo a Deus que a chame para junto de Si.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.