Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correio de Torroselo

Blog Regionalista da Beira Serra

Correio de Torroselo

Blog Regionalista da Beira Serra

28
Jun19

Falecimento

gnr.jpg

Faleceu hoje, 28, aos 66 anos de idade, Francisco José Caeiro Polha, natural de Vimieiro - Arraiolos, casado com Maria Virgínia Gouveia Dunhão Caeiro, natural de Torroselo e com residência na Rua de São João. O funeral a cargo da Agência Funerária Brito, de Oliveira do Hospital, realiza-se amanhã, 29 de Junho. As cerimónias fúnebres realizam-se na Capela de São João, e em seguida vai em cortejo fúnebre para o crematório de Mangualde onde vai a cremar.

Aos seus familiares e amigos envio as minhas condolências.

 

 

20
Jun19

Alguns dados históricos sobre a Solenidade do Corpo de Deus

Do site da minha Paróquia retirei o texto que segue:

"A Solenidade Litúrgica do Corpo e Sangue de Cristo, conhecida popularmente como “Corpo de Deus”, começou a ser celebrada há mais de sete séculos e meio, em 1246, na cidade belga de Liège, tendo sido alargada à Igreja universal pelo Papa Urbano IV através da bula “Transiturus”, em 1264, dotando-a de missa e ofício próprios.
Em 1311 e em 1317 foi novamente recomendada pelo Concílio de Vienne (França) e pelo Papa João XXII, respetivamente. Nos primeiros séculos, a Eucaristia era adorada publicamente, mas só durante o tempo da missa e da comunhão. A conservação da hóstia consagrada fora prevista, originalmente, para levar a comunhão aos doentes e ausentes.
Só durante a Idade Média se regista, no Ocidente, um culto dirigido mais deliberadamente à presença eucarística, dando maior relevo à adoração. No século XII é introduzido um novo rito na celebração da Missa: a elevação da hóstia consagrada, no momento da consagração. No século XIII, a adoração da hóstia desenvolve-se fora da missa e aumenta a afluência popular à procissão do Santíssimo Sacramento.
A procissão do Corpo e Sangue de Cristo é, neste contexto, a última da série, mas com o passar dos anos tornou-se a mais importante. Do desejo primitivo de “ver a hóstia” passou-se para uma festa da realeza de Cristo, na “Chirstianitas” medieval, em que a presença do Senhor bendiz a cidade e os homens". (...)

Fonte: Paróquia da Cova da Piedade - Almada

 

A Igreja celebrou hoje, 20 de Junho, a Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo.  A Banda Torroselense participou nas Procissões do Corpo e Sangue  de Cristo conhecida popularmente como “Corpo de Deus”,  em Torroselo, Lagos da Beira e Lagares da Beira. Um dia de grande esforço e dedicação dos filarmónicos e seus dirigentes que, deve ser enaltecido.

19
Jun19

Marchas Populares de Oliveira do Hospital

Oliveira do Hospital 016.jpg

Oliveira do Hospital 021.jpg

Oliveira do Hospital 009.jpg

O Município de Oliveira do Hospital está a preparar mais uma edição das Marchas Populares que trará muita animação e cor ao Parque do Mandanelho no próximo sábado, dia 22 de junho.

A partir das 21H00 terá início um dos espetáculos mais aguardados pelos milhares de pessoas que todos os anos acorrem ao parque da cidade para assistir ao desfile e atuação das doze marchas participantes.

A edição deste ano conta com a participação de três marchas infantis e nove seniores provenientes de várias localidades do concelho com a promessa de transformar a noite de sábado num serão de cor, alegria e tradição.

Caberá aos mais novos iniciar o espetáculo das Marchas Populares do Município de Oliveira do Hospital com a presença de três instituições: Fundação Aurélio Amaro Dinis, Centro Social e Paroquial do Seixo da Beira e Obra D. Josefina da Fonseca que irão trazer as suas crianças para marchar e encantar o público.

Seguir-se-ão as nove marchas seniores que serão pautadas pelas atuações de elevada qualidade como vem sedo apanágio.

Participam este ano: marcha da Arcial; Epto Marcha (Eptoliva); Marcha da Associação Cultural Oliveirenses & Amigos; Marcha das Seixas; Marcha da Associação Cultural e Recreativa de Lagares da Beira; Marcha da Junta de Freguesia de Meruge; Marcha do Rancho Folclórico e Cultural de Lagares da Beira; Marcha Popular da Sociedade Recreio e Cultura dos Povos de Galizes e Vendas de Galizes; e a Marcha da Sociedade de Defesa e Propaganda de Avô.

O evento foi apresentado durante uma conferência de imprensa pelo presidente da Câmara Municipal, José Carlos Alexandrino, e pela vereadora da Cultura, Graça Silva, com a presença dos representantes das marchas envolvidas, que deram conta do trabalho desenvolvido resultante do esforço e envolvimento das comunidades para que, no próximo sábado, cada uma das marcha brilhe e arranque fortes aplausos do público.

Coube à vereadora Graça Silva apresentar as novidades da edição 2019 – cuja apresentação estará a cargo de Liliana Lopes e José Conde e terá transmissão em direto através das redes sociais para todo mundo – que irá contar apenas com marchas provenientes do concelho, sendo que no grupo das doze há ainda duas estreantes.

“Temos um número de marchas seniores participantes bastante elevado, será até o ano em que há mais marchas seniores envolvidas” assim como “muita gente envolvida a participar”, revelou apontando para cerca de 800 marchantes, sendo que duas centenas participam nas infantis.

“Este ano queremos ainda uma maior qualidade em todas as marchas”, disse a responsável pela organização do evento que considera estarem reunidos todos os ingredientes para seja uma noite memorável para todo o público que assistir.

De referir ainda que o evento terá uma bilheteira solidária “em que cada um dará o contributo que quiser e se assim o entender” cuja receita será dividida pelas 12 marchas participantes representando uma ajuda, a par do subsídio atribuído pela autarquia, para os custos associados de participação que cada uma delas suporta.

Para o presidente da Câmara Municipal, José Carlos Alexandrino, “as marchas populares são a melhor noite de Oliveira do Hospital” por toda as pessoas que envolve e pelo público fiel que mobiliza ano após ano.

Dando conta que o orçamento para a realização do evento se cifra nos 22 mil euros, o autarca agradeceu “o esforço das marchas envolvidas bem como a todos aqueles que, dentro das instituições, são a mola mobilizadora para que as mesmas participem” ano após ano neste evento. “É isto, também, que nos distingue como concelho”, concluiu.

Texto: CMOH

Fotos: António Madeira

04
Jun19

Marchas Populares desfilam em Seia na noite de São João

senhora do desterro 038.jpg

Senhora do Desterro - São Romão

SAnta Eufemia 001.jpg

Capela de Santa Eufêmia - Paranhos da Beira

capela de sao bento.png

Capela de São Bento - Torroselo

A tradição mantém-se. Na noite de 23 de junho a cidade ganha um novo brilho com as Marchas Populares, um dos eventos mais emblemáticos do concelho.

 

Os pequenos marchantes do Centro Escolar de Seia e do Jardim de Infância da Santa Casa da Misericórdia são os primeiros a desfilar, não antes de serem recebidos, como manda a tradição, na praça dos Paços do Concelho.

A estes juntam-se as marchas adultas que, em maior número, engrandecem esta festa marcadamente popular. Colorindo as ruas da cidade, as marchas de São Romão, de Loriga, de Travancinha e “Os Viriatos” (Arrifana) vestem orgulhosamente esta noite o fruto do trabalho de largos meses de empenho e dedicação.

Depois da receção no largo da Câmara (20h30), o desfile segue pelas ruas da cidade até ao palco do Anfiteatro Municipal, onde as marchas se apresentam para a atuação principal, que começa às 21h.

Entretanto, como a ocasião assim o pede, não faltarão oportunidades para degustar os pitéus típicos da época (sardinha, febras, entre outros) e adquirir o simbólico manjerico no Parque Municipal da cidade. As barraquinhas abrem às 17h e convidam ao convívio pela noite dentro que, de resto, será animado ao som do Grupo Alta Frequência.

 

As marchas populares são promovidas pelo Município de Seia em estreita parceria com as comissões das marchas populares, que trabalham todo o ano para brilhar nesta noite, contando com o apoio e colaboração das respetivas juntas de freguesia.

Texto: CMS

Fotos: António Madeira

03
Jun19

Caminhada "Ao Sabor do Alva"

caminhada 1.jpg

caminhada 2.jpg

Organizada pela Banda Torroselense Estrela D'Alva, a caminhada "Ao Sabor do Alva" teve a participação de muitos sócios, simpatizantes, e  amigos de terras vizinhas.

No final, foi servido o almoço na Casa do Povo. Uma iniciativa que se aplaude, e que este e outros convívios continuem a ser uma realidade na nossa terra.

Parabéns a todos que trabalharam, promoveram e organizaram este evento.

Fotos: facebook da Banda

Texto: António Madeira

 

02
Jun19

Por Terras do Alto Douro Vinhateiro

passeio pelo Tua 043.jpg

passeio pelo Tua 008.jpg

passeio pelo Tua 010.jpg

passeio pelo Tua 020.jpg

passeio pelo Tua 069.jpg

passeio pelo Tua 064.jpg

Imagens de rara beleza de terras do Alto Douro-Trás-os-Montes que a Natureza nos oferece.O vinho, o olival, a batata, a amêndoa, a maçã, e tantos outros produtos que a terra dá são produzidos por estas terras, que cada vez  mais estão  despovoadas. Não fosse a mão de obra importada, e muitos dos produtos endógenos já não chegavam às nossas mesas.

Seja na apanha da maçâ, seja nas vindimas, seja em qualquer outra actividade do mundo rural, são  os estrangeiros que estão a atenuar a falta de mão de obra local.

Não admira pois, que em muitos concelhos do interior os reformados estão em maioria em relação à população activa.

Texto e fotos de:  António Madeira

01
Jun19

Dia da Criança

monumento.jpeg

Monumento à criança em Torroselo.

DIA da criança.jpeg

Notícia publicada no jornal Nordeste 

Foi inaugurado em 7 de Abril de 1980  aquele que, segundo o jornal Nordeste, foi o 1º Monumento à Criança em Portugal.

Foram vários os impulsionadores desta arrojada iniciativa, mas permitam que recorde apenas dois: Padre João de Carvalho Nunes, então pároco de Torroselo, e o saudoso e dedicado torroselense, Dr. Manuel de Almeida Sousa.

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D