Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correio de Torroselo

Blog Regionalista da Beira Serra

Correio de Torroselo

Blog Regionalista da Beira Serra

24
Jul20

COMBOIOS NUNCA CHEGARAM

Incluído nas comemorações dos 90 anos do Diário de Coimbra publicou este jornal em 28 de Fevereiro de 2020 um interessante suplemento dedicado ao concelho de Arganil.

Com o titulo: "Comboios  nunca chegaram" começa o artigo  "De alteração em alteração, com muitos estudos e considerações, a verdade é que o projecto para levar o caminho - de - ferro até Arganil ficou pelo caminho.

(...) Um processo longo e complexo, cheio de passos à frente e passos atrás. Na década de 1870 surgia um projecto para um caminho - de - ferro entre Coimbra e Arganil, servindo a Lousã , passagem obrigatória , tendo em conta a importante unidade industrial do papel do Prado.

(...) A companhia foi formada em Novembro de 1888 e o projecto aprovado por portaria de 11 de Janeiro de 1889.

(...) Em 1907 foi classificada a Rede Complementar do Centro, na qual se incluía uma linha de via estreita , de Arganil a Santa Comba Dão. O decreto  define que a Linha de Arganil ligaria a estação de Coimbra B a Santa Comba Dão, passando por Miranda do Corvo, Lousã, Góis, Arganil e Espariz. Nesta localidade partiria a Linha de Gouveia, que deveria terminar em Viseu, com estações em Torrozelo, São Romão, Seia, Gouveia e Mangualde.

(...) Mas não foi isso que aconteceu e a questão acabou mesmo na "gaveta", com o caminho - de - ferro a ficar pelo "caminho".

Fica a notícia para conhecimento dos torroselense, que tal como eu, gostam de saber notícias relacionadas com a nossa terra  de antigamente. Fica a pergunta, como seria hoje   esta vasta região da beira serra se o caminho - de - ferro  tive-se chegado? Provavelmente estaria mais desenvolvida e menos despovoada.

DSC00800.jpg

 

15
Jul20

A Fonte dos Mouros.....

fontedos moiros.png

Já passaram mais de 50 anos que cheguei a Lisboa. Como eu, milhares de camponeses deixaram a aldeia onde nasceram em busca de uma vida melhor. Mas essa vida melhor que todos ambicionavam tardava em chegar, sendo que para muitos de nós  nunca chegou.

Nessa época, Torroselo já dispunha de água ao domicilio, mas poucas eram as famílias que em casa tinham água canalizada. Um luxo que a maioria do nosso povo não tinha!

A fonte dos Mouros era muito concorrida. Ao fim do dia, quase ao escurecer,  e depois de um dia de  trabalho nas fazendas  fazia-se fila para encher o cântaro. A água jorrava em quantidade, qualidade e frescura.

A fonte dos Mouros continua pujante, mesmo em plena seca a água não falta, mas os cântaros já não fazem fila. A  população residente é cada vez menor com tendência para continuar.

Um fenómeno que não é exclusivo das nossas aldeias do interior. É a realidade do pais.

Portugal poderá chegar a 2100 com uma população de apenas cerca de cinco milhões de habitantes, numa altura em que a população mundial também estará em decréscimo, segundo um estudo científico publicado hoje na revista Lancet.

14
Jul20

Falecimento

aceu.jpg

Faleceu hoje, 14 de Julho, aos 97 anos de idade, Dª Maria do Céu Henriques  Campos.

Era irmã das senhoras Emília  Alves de Campos Pinto, Amélia Alves de Campos e do senhor padre dr. António Alves de Campos, todos falecidos.

O funeral, a cargo da Agência Funerária Brito, de Oliveira do Hospital, realiza-se amanhã, 15 de Julho, pelas 17 horas para o cemitério paroquial de Torroselo.

Aos seus familiares, especialmente os seus sobrinhos apresento as minhas sentidas condolências ao mesmo tempo que peço a Deus que a leve para junto de Si.

14
Jul20

A Fonte dos Mouros.....

fontedos moiros.png

Já passaram mais de 50 anos que cheguei a Lisboa. Como eu, milhares de camponeses deixaram a aldeia onde nasceram em busca de uma vida melhor. Mas essa vida melhor que todos ambicionavam tardava em chegar, sendo que para muitos de nós  nunca chegou.

Nessa época, Torroselo já dispunha de água ao domicilio, mas poucas eram as famílias que em casa tinham água canalizada. Um luxo que a maioria do nosso povo não tinha!

A fonte dos Mouros era muito concorrida. Ao fim do dia, quase ao escurecer,  e depois de um dia de  trabalho nas fazendas  fazia-se fila para encher o cântaro. A água jorrava em quantidade, qualidade e frescura.

A fonte dos Mouros continua pujante, mesmo em plena seca a água não falta, mas os cântaros já não fazem fila. A  população residente é cada vez menor com tendência para continuar.

Um fenómeno que não é exclusivo das nossas aldeias do interior. É a realidade do pais.

Portugal poderá chegar a 2100 com uma população de apenas cerca de cinco milhões de habitantes, numa altura em que a população mundial também estará em decréscimo, segundo um estudo científico publicado hoje na revista Lancet.

09
Jul20

AS ALDEIAS HISTÓRICAS DE PORTUGAL VOLTAM A ESTAR EM FESTA, MAS COM EVENTOS ADAPTADOS AO CONTEXTO ATUAL

castelorodrigo-1067-1024x683.jpg

O ciclo de doze eventos irá decorrer de setembro a novembro deste ano, entre sexta, sábado e domingo, realizando-se um dia em cada aldeia. Cada evento será dedicado a uma atividade cultural, que pode variar entre artes performativas, música, ou instalação audiovisual. Cada atividade será apresentada num espaço exterior ou interior, de relevância patrimonial, e onde seja possível o controlo do acesso de público e a aplicação de medidas sanitárias adequadas. De modo a dar a conhecer as 12 aldeias durante o ciclo – dentro do limite de pessoas a definir -, as Aldeias Históricas de Portugal vão criar pacotes de fim-de-semana com “espetáculo + dormida + refeição” com uma rede de alojamentos que venha a associar-se à iniciativa.

 

Almeida, Belmonte, Castelo Mendo, Castelo Novo, Castelo Rodrigo, Idanha-a-Velha, Linhares da Beira, Marialva, Monsanto, Piódão, Sortelha e Trancoso integram a redes das Aldeias Históricas de Portugal. “Um destino que são 12” não-massificado, com uma oferta sem igual em lazer, aventura, História, património, cultura, gastronomia, vinhos, natureza e wellness, longe do bulício das cidades.

Calendário Ciclo “12 em Rede – Aldeias em Festa” (6 de setembro a 7 de novembro 2020):

O “Ciclo 12 em Rede – Aldeias em Festa” 2020 é promovido pela Associação de Desenvolvimento Turístico Aldeias Históricas de Portugal. Uma iniciativa apoiada pelo Centro 2020, Portugal 2020 e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, através do Programa de Valorização Económica de Recursos Endógenos (PROVERE).

Fonte: https://aldeiashistoricasdeportugal.com/

06
Jul20

A Biblioteca Municipal de Seia reabriu ao público

bseia.jpg

A Biblioteca Municipal de Seia, edifício intervencionado no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU) de Seia, reabriu  ao público.

 

O momento foi marcado com uma homenagem ao anterior proprietário deste solar e antigo bibliotecário desta biblioteca, António Miranda Monteiro Saraiva, e à sua família.

Esta é a segunda operação de reabilitação a ficar concluída no âmbito do PEDU, que tem por objetivo criar os fatores de dinamização da cidade e do seu centro histórico, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida dos residentes atuais e futuros.

A par desta obra e do anexo ao Solar dos Botelhos, onde está instalado o Centro Interpretativo de Seia e do seu Centro Histórico, estão em curso intervenções no centro da cidade, no Conservatório de Música e na antiga Escola Primária, futuro Centro Interpretativo da República – Afonso Costa.

Os trabalhos na biblioteca municipal incidiram na reabilitação do edifício que, antes da intervenção registava sinais graves de degradação física ao nível da cobertura, dos pavimentos, das paredes, das infraestruturas elétricas e dos equipamentos, um investimento total de 231.252,14 €, sendo 117.115,73 € financiados pelo CENTRO 2020.

Simultaneamente, além da reabilitação física, a operação envolveu ainda a melhoria das condições de funcionamento que permitirão aos trabalhadores e utilizadores da biblioteca cumprir com sucesso os objetivos fundamentais deste equipamento, nomeadamente a promoção do livro e dos hábitos de leitura, mas também promoção cultural neste domínio.

Fonte: CMS

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub